Pyzam Glitter Text Maker

Glitter Graphics Maker & MySpace Layouts



"Quanto mais do mundo vi, menos pude moldar-me à sua maneira."

(Jean-Jacques Rousseau)

quarta-feira, 11 de fevereiro de 2009

Em que mundo estamos??

Bonsoir, mes amis!

Hoje venho mostrar minha indignação aqui neste blog! Pessoal, não sei mais em que mundo estamos, ou acho que sei que estamos mesmo é no Brasil e eu que estou no lugar errado!! Jesus, apaga a luuuuuz!

Bom, moro em São Paulo, Capital. Até aí tudo ok? Certo.

Estava eu jantando no Shopping Butantã (eu disse SHOPPING), zona oeste da cidade, próximo ao Estádio do Morumbi, quando de repente, não mais que de repente, me deparo com a seguinte cena. Vejam abaixo:



Nã, nã nã nã não! Eu não vi direito! Como é??? Mostra mais uma vez! Lá vai!


Pessoal! Não é possível uma coisa dessas!!!! Eu não bebo, não fumo, não jogo, não vou pra balada, mas vejo uma bizarrice desse tipo em plena São Paulo! Achou normal? Desculpa! Eu não acho...

Gente, sei que há algumas modas pré-estabelecidas, maneiras de se comportar e de se vestir tipicamente tradicionais que estão cada vez mais em desuso, mas isso é o cúmulo da falta de educação! Estamos falando de um shopping, lugar onde as pessoas vão fazer compras, encontrar com os amigos, se divertir, comer. O cidadão, não contente em estar de chinelão "havaianas" no meio da praça de alimentação, ainda esticou os dois gambitos que ele deve chamar de pernas na cadeira. Fiquei pensando no que o atendente pensou na hora que o bendito o chamou. O pior não foi isso: não estando completamente satisfeito com o ato, ainda ficou abrindo os dedinhos pra lá e pra cá, como se estivesse na poltrona de casa, assistindo ao futebolzinho de domingo.

O assunto é EDUCAÇÃO, pessoal! Será que as pessoas perderam a noção de espaço e de postura pessoal nos lugares onde freqüentam??? Se quisesse esticar os dedinhos, fizesse na casa da sogra, ou onde será que ele pensava que estava??

Sinceramente... estou errada???

Beijos e boa madrugada para vocês (são 00:50h)!!!!!

10 comentários:

Flavia disse...

amiga,
eu tb penso como vc. nao fumo, nao bebo, nao vou pra balada e acho algumas atitudes despreziveis. Como eu mexo muito com proteçao animal, da pra vc ter uma ideia de quanta desgraça eu pego na minha frente por consequencia do homem e sua maldade humana.
Tb adoro vira latas....e acho que eles sao os melhores amigos do homem. pena que tem um monte de gente que nao enxerga isso e descartam os animais como se fossem meros objetos. tudo bem, precisamos evoluir e eu aprendi muita coisa na proteçao animal, uma delas é que eu amo meus animais muito mais do que algumas pessoas. muito mais, alias infinitamente....
adorei seu blog, tb quero acompanha-lo e vamos a luta ne?
beijao

Andrea Sassaki disse...

Putz Karin! O cidadão estava na praia? Puta falta de educação e higiene, né??? De onde saiu esse ser? Mas, vamos fazer nossa parte, e a parte dessas pessoas, pq o mundo tá uma droga, já! Beijocas!

Tânia (Marienkäfer Laden) disse...

Hahahaha! Esticou os gambitos que ele deve chamar de perna e ainda mexia os dedinhos? Hahahahaha.
Não é muito higiênico mesmo, eca!
Bem, pior é que existem coiss mais ruins do que isso, se fosse só essa folga...
Educação é bobagem para muita gente. As pessoas já estão descrentes dela, porque ela quase não existe.
Bjos!

Flávia e Kbça disse...

xiiii. hehehehe.
bom, você não está errada, está indignada! aqui no rio é muito comum ver pessoas de chinelos pelos shoppings. até mesmo no Barra Shopping, que equivale ao Morumbi. Acredito que vai da cultura de cada estado.
eu mesmo, passei por uma indignação dessas, com minha ex-namorada! hehehehe. primeiro dia que fui buscá-la para ir ao cinema e, advinha como eu estava vestido? yes!!!! hahaha.

abraço.

Claudia Goulart disse...

Tens todo o direito de ficar indiguinada, mas como o Kbça lembrou, aqui no Rio de Janeiro, saímos muito de chinelos.
Saimos da praia e vamos direto pro shopping, ou vice-versa (ainda tem hífem?).
Só acho demais colocar os pezinhos a cadeira, afinal ela não está na casa dele!
bjs

Flavia disse...

concordo com vc.
alias, ainda bem que temos pensamentos e filosfias semelhantes nao é mesmo. e que pelo menos estamos em prol de um mundo melhor. me da desespero ver aquelas pessoas que jogampapel de bala na rua, lata de cerveja no chao....depois reclamam que o bairro alagou, que perderam tudo da casa....sera que eles nao pensam na lei do retorno? ou que tudo gera uma consequencia? somos bilhoes de pessoas no pais, e se cada um jogar um papel de bala no chao, qual a repercussao disso nao é mesmo?

bom, sobre a rifinha, é 5,00 cada numero. vc viu no blog? é uma lancheira eletrica.

beijos

Karin Juliana disse...

Olá, pessoal!

Pois sim... estava indignada. Em São Paulo, isso é considerado como desleixo (para uma parcela das pessoas com noção). Quem quiser ir mais "relax", usa uma sandália básica... aqui não é tão comum ficar indo de chinelão nos lugares, ainda mais pq a praia está há duas horas daqui (hunf!)...

Beijos!

Karin Juliana disse...

Ir de chinelo ao cinema pra encontrar a namorada é demais, né, Anderson? Até mesmo no RJ... só por Jesus!!! hahahahahaha!

Falou!

Daniela disse...

Esta certissíma!! Estou com vc querida!! Que maloqueiro cretino. Será que na casa dele ele tb é assim? Bjs

Van disse...

Hahahahahahahaha....! Hilário! Você tirou as fotos, Karin? Cuidado com o precesso, viu?(sr) Beijos!