Pyzam Glitter Text Maker

Glitter Graphics Maker & MySpace Layouts



"Quanto mais do mundo vi, menos pude moldar-me à sua maneira."

(Jean-Jacques Rousseau)

sexta-feira, 24 de julho de 2009

Leu na Veja? Azar o seu!

Bonjour, mes amis! Ça va?

Estava eu lendo a revista Veja desta semana e me surpreendi com o tema: "Cães e gatos são tratados como filhos...", mas não com o conteúdo da reportagem, a qual eu já sabia que seria completamente rasa e superficial, como de fato foi.

Um dos motivos para que eu fale dessa forma é o seguinte: muitas pessoas ainda não sabem como é ser, realmente, pai ou mãe de cachorro ou gato. Não se trata de ter um companheirinho nas horas vagas, só para se sentir uma presença, mesmo que ela não fale com você. É um caso de amor! E a Veja não entendeu isso. Deu dicas de comportamento, adestramento, estatísticas, tal... e o principal??? Não posso dizer que foi decepcionante, porque já esperava isso dessa revista.

Agora, o que me irritou foi o teste "É amor ou amizade?", o qual verifica qual o seu nível de relação com o seu bichinho, desde usá-lo até adotá-lo como filho. Pois bem. Perguntas previsíveis, respostas... idem. Quanto à verificação do resultado, meus olhos viraram "cruzinha" quando li a parte do "pai (mãe)": O cão ou bichano é considerado um filho. Ganha tudo de bom e do melhor, de roupinhas da estação a ração superpremium. O dono só lhe dá petiscos saudáveis - e corre ao veterinário ao menor espirro.

Vamos analisar o que acabamos de ler. Quer dizer que não somos mães ou pais de cachorros ou gatos, mas sim, um bando de idiotas, não é? Desde quando um filho, só porque é filho, ganha tudo de bom? Não podemos fazer isso o tempo todo, senão nosso bichinho pode ficar mimado demais (mesma coisa com filhos) e damos também quando podemos. Não é sempre que temos $$ sobrando, não concordam? Quanto à "roupinha da estação", eu achei o máximo. Veja bem, Veja: se meu cachorro tem pelos ralos e pequenos, tenho que colocar uma roupinha nele no inverno, senão ficará morrendo de frio... deixe-me ver: não. a Jade não tem biquini! Sobre a ração superpremium... acho que vocês também não comeriam lavagem, não é?

Correr ao veterinário ao menor espirro. Bem, eu acho que ninguém gostou dessa parte, não é, pessoal? Nós sabemos do quanto nós amamos os animais e sabemos que não levamos nossos filhos aos médicos à toa. Sabemos os seus custos, sabemos o desgaste para os bichinhos.

Portanto, Veja irresponsável, preste atenção ao trabalho das ONG's e das pessoas de bem, que estão se empenhando tanto em cuidar de todos esses bichos abandonados por gente que, definitivamente, não é mãe e nem pai de bicho! Os que trabalham por essa causa são pais de cachorros e gatos e de muitos outros animaizinhos, só que não estão preocupados com a roupinha da estação, mas em salvar as suas vidas e mantê-los saudáveis e felizes.

Na hora de fazer uma matéria, Veja... faça direito! Mostre a realidade, não o que alguns querem ver.

Beijos a vocês. amigos blog"ueiros"! Au revoir!! Bonne jornée!

6 comentários:

Elaine disse...

Olá!
Estou passando para desejar um lindo final de semana e para deixar muitos beijos.
Fique com Deus!

Gata Lili disse...

Tem razão Karin. A Veja tratou o assunto de forma caricata, deixando transparecer o preconceito com as pessoas que amam os animais. aliás, o amor aos animais é condição sinequanon para os humanos darem um salto espiritual!

Claudia disse...

Karin,
É uma pena que uma revista tão conhecida, escreva uma matéria superficial.

Que bom que vc vai ler o livro do Cristovam Buarque.
É de cair o queixo com todas as informações contidas nele.
Depois de me diz o que achou.

Aqui no RJ tive dificuldade para achar o livro, consegui pela saraiva.com.
bjs e um ótimo final de semana!

jadeamorim.com disse...

Tudoo bem, ainda não me acostumei com "se a Jade encontrar em qualquer outro lugar..." uahsaushausha
Mas enfim, acho que eles mostraram o básico, de uma forma superficial sim, mas nem todos gostam de cães e etc, não dá para se aprofundar nesse assunto!


Beeijos!

Cães e Focinhos disse...

eu smpre estou brigando p que as pessoas adotem os caes e gatos de rua,em vez de comprar mas nao efacil botr na cabeça das pessoas que os de rua sao tao bons qto os de raça,alias p mim sao mais ,mais amorosos ,obedientes,eu mao vira latas,qdo me perguntam Qual a raça do teu cachorro falo com todo orgulho sao vira latas .

Anônimo disse...

Q bosta de blog.
Vai criar uma criança ao invés de animal.